Auditoria de custos

Auditoria de Custos consiste em avaliar todos os procedimentos relacionados ao processo produtivo, formação de preço de venda e rentabilidade por produto das empresas, com a finalidade de obter a certeza dos controles internos adotados, formas de apuração de custos, e da correta utilização dos dados gerenciais que esta ferramenta proporciona. Essa análise ajuda na correção de erros adotados, capacitando aos responsáveis e em especial a gerência a identificação rápida de distorções, que podem ocorrer a qualquer momento num processo tão dinâmico e vital para a empresa, que é a apuração de custos.

É uma revisão geral de todos os procedimentos adotados na formação dos produtos, da produção, dos valores agregados, identificando distorções, erros de procedimentos, de cálculos, e apontando para uma performance ideal e segura para a Gestão da empresa.

OBJETIVOS

  1. Comprovar a confiabilidade da ferramenta de custos como Gestão estratégica de competitividade no negócio.
  2. Avaliar todos os controles internos da empresa
  3. Identificar os procedimentos adotados no processo produtivo da empresa
  4. Identificar os pontos críticos, onde estão as maiores dificuldades, e sugerir soluções
  5. Eliminar ciclos viciosos, que levam a erros e a prejuízos
  6. Avaliar a composição da estrutura de produtos
  7. Avaliar a estrutura de processos,
  8. Aferir o sistema e método de apuração de custos utilizado, para que o mesmo sirva de base para a tomada de decisão
  9. Identificar problemas de ordem operacional e ou gerencial, que estejam distorcendo os resultados da empresa.
  10. Recomendar formas de gerenciamentos que venham a diminuir distorções.

NATUREZA DA AUDITORIA

Essa auditoria não consiste em fiscalizar, e ou condenar a administração de uma empresa, mas serve de auxilio de apoio e de revisão, para melhorar a performance dos controles de produção e da coerência na apuração dos custos da mesma. Trata-se de uma ferramenta indispensável para a alta Gestão, uma vez que envolve o cerne do negócio da empresa que é o custo do produto.

Cabe aos responsáveis pela produção, responsáveis pelos apontamentos, pelos controles, e pela apuração de custos, a acompanhar detalhadamente todo o trabalho, para que o resultado do mesmo surto os efeitos esperados.

É de se supor que a empresa não obtém uma estrutura de produto registrada, ou que a mesma apresenta erros, faltando algum item a ser considerado na mesma. Ao mesmo tempo podemos ter uma situação onde o rateio dos custos indiretos não esteja condizente com a realidade da empresa, até por que esse critério muda de empresa para empresa, e desta forma venha a prejudicar a formação do custo de um produto, inviabilizando a venda do mesmo no mercado.

Cabe o auditor apontar para esses fatos com o intuito de corrigir essas distorções e proporcionando uma segurança na base gerencial da empresa.

Tem por finalidade a auditoria de custos, elevar o conhecimento sobre os processos que envolvem um parque industrial ou comercial, a fim de apontar eventuais distorções, sugerindo a devida adequação, para que a alta gestão consiga visualizar melhor seu negócio, comparando-o com os concorrentes e tomando as medidas cabíveis para o sucesso da mesma.

A auditoria não terá o poder de mando ou de decisão. Ela expõe os fatos, emite seu parecer,  dá sugestões. No entanto cabe a direção da empresa a tomada de decisões sobre os pontos abordados no relatório.

Independente de ser uma Auditoria interna, ou terceirizada, exercerá seu papel de forma independente sem subordinação as áreas auditadas, para que possa produzir seus efeitos, não permitindo desvios do objetivo que é de expor a realidade dos fatos com o firme propósito da melhoria constante da empresa.

A auditoria trabalha baseada em amostragens estatísticas, testes de aferição, recálculos, exames, e análises do escopo pré-determinado para a mesma. A realidade dos fatos vão identificar o grau de aprofundamento do trabalho em questão, podendo até sugerir a verificação completa de determinada operação, dado a relevância que a mesma oferece no processo. Sempre dará muita ênfase aos controles internos da empresa, pois os mesmos serão a base do sucesso de todos os procedimentos de uma empresa.

Em se tratando de uma ferramenta gerencial indispensável para a gestão dos negócios, é preciso formatar os exames para que possam dar consistência na avaliação dos números, a fim de detectar a divergência ou não no resultado final dos números apresentados. Lembrando sempre que o objetivo da ferramenta de custos é apontar o índice de lucratividade da empresa a cada mês.

Os Controles que servirão de base desta auditoria, normalmente são efetuados pela área de PCP (planejamento e controle de produção). É preciso verificar se os controladores estão corretamente orientados, e se obtém conhecimento da utilização e da seriedade dos valores apontados. Uma anotação errada compromete a formatação do cálculo. A base de composição de custos se dará sempre na plataforma produtiva.

Como requisitos desta auditoria, é necessário um mapeamento de todas as áreas envolvidas, com suas características como por exemplo processo produtiva, engenharia de processos, fluxograma do processo e formas de execução dos trabalhos no chão de fábrica.

Fonte: E-book Auditoria de Custos, saiba mais sobre Boas práticas de Auditoria Interna, Auditoria Interna em RH e Controles Internos.

Vídeos em destaque:

Cursos Online em destaque:

Confira outros vídeos em nosso canal no YouTube: Escola de Auditoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *